Planejar uma viagem requer muita organização e cuidado para garantir tranquilidade durante a estadia. Por isso, ter um seguro viagem internacional é um dos pontos mais importantes para evitar dores de cabeça enquanto estiver fora do país.

Afinal, existem situações que ultrapassam o nosso controle, como idas ao hospital no exterior, que podem gerar um gasto enorme. Além disso, há países onde o seguro viagem internacional é obrigatório para entrada.

Pensando nisso, separamos 5 dicas para levar em conta ao escolher qual o melhor seguro viagem para você:

1- Por que preciso de um seguro viagem internacional?

O seguro viagem internacional vai além de atendimento médico no exterior. Ele também pode auxiliar com suporte jurídico em caso de perda de documentos e no reembolso de passagens por atrasos ou cancelamentos de voos ou extravios de bagagens.

Ao contratar um seguro, fique atento ao que ele cobre e qual o valor máximo de cobertura e reembolso. Pesquise para economizar, mas também garanta uma cobertura realmente eficiente caso precise.

2-É obrigatório ter um seguro viagem internacional?

Se seu destino é um país europeu, vale atenção. Por conta do Tratado de Schengen é obrigatório que o turista tenha um seguro viagem internacional com valor mínimo de 30 mil euros. Em contrapartida, os países que fazem parte do acordo não pedem passaportes nas fronteiras.

O seguro viagem para a Europa é indispensável nos seguintes países: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça.

Fora da Europa também há países que exigem o seguro viagem internacional, como Cuba, Emirados Árabes Unidos e Qatar.

Passaporte em cima da mala

3- Qual a diferença entre seguro viagem e assistência viagem?

  • Seguro viagem – destina-se a reembolsar as despesas do segurado. Durante a viagem, este seguro paga as contas e depois encaminha as notas e laudos para a seguradora.
  • Assistência viagem – realiza uma triagem pelo telefone quando o plano é acionado e encaminha o viajante a um hospital parceiro, sem custo ao cliente.

4- Atenção à cobertura do seguro viagem quando o objetivo for esportes radicais

Quem viaja à procura de aventura deve estar preparado para investir um pouco mais em um seguro viagem internacional. Isso porque a maioria das empresas não cobre viagens com esportes radicais, e mesmo as que cobrem podem excluir algumas modalidades.

Leia o contrato com atenção e veja se os esportes que você irá praticar estão dentro do escopo do seguro. Caso não estejam, veja se é possível incluir essa cobertura como um adicional.

5- Como fazer para acionar o seguro de viagem internacional?

Independentemente do seu plano ser seguro viagem ou assistência viagem, o primeiro passo para acioná-lo é ligar para a empresa contratada.

Dessa forma, a empresa encaminha o segurado até o estabelecimento conveniado, onde o custo do atendimento não costuma extrapolar a cobertura adquirida, além de ser menor do que em hospital não conveniado. Muitas vezes, a empresa pode até mandar um médico até o hotel.

Caso você seja direcionado direto para o hospital sem ligar antes, a cobertura vale da mesma forma. Mas, dessa forma, o segurado deverá arcar com os custos do atendimento na hora para depois solicitar o reembolso.

Nos garantimos sua tranquilidade durante sua viagem. A Câmbio Curitiba possui os melhores seguros do mercado. Faça já uma cotação! Entre em contato com a nossa equipe no telefone (41) 3052-7708 ou por email: [email protected]

Compartilhar: