Por UOL

Está planejando viajar para a Argentina? Será que é melhor comprar pesos argentinos já no Brasil ou levar dólares e deixar para fazer o câmbio lá? Vale a pena levar reais também? Viajar para países cuja moeda original é fraca em comparação ao dólar requer alguns cuidados na hora de escolher o câmbio.

Além da Argentina, se você pretende ir para outros países da América Latina, como Chile, Peru e México, para a Rússia, China, ou para países do sudeste asiático, como a Tailândia, deve prestar atenção a essas dicas.

Dólares, reais ou pesos? O que levar para a Argentina?

A pedido do UOL, comparou-se quatro possibilidades de câmbio para quem vai para a Argentina. Veja quantos pesos argentinos você receberia em cada caso:

– Comprar pesos argentinos no Brasil em valor equivalente a US$ 1.000 = 24.749 pesos
– Fazer uma carga de pesos argentinos em um cartão pré-pago equivalente a US$ 1.000 = 32.144 pesos
– Comprar US$ 1.000 em espécie no Brasil e trocá-los por pesos na Argentina = 37.300 pesos
– Levar reais em valor equivalente a US$ 1.000 e trocá-los por pesos na Argentina = 39.300 pesos

Portanto, a melhor opção hoje seria levar reais para a Argentina e fazer o câmbio lá. Você conseguiria comprar 2.000 pesos a mais do que se levasse US$ 1.000 em espécie. Em comparação à compra da moeda argentina no Brasil, a diferença chega a 14.551 pesos, ou seja, dá para comprar 58% mais pesos.Importante: os cálculos foram feitos com base nas taxas de terça-feira (8).

As comparações podem sofrer mudanças em função das flutuações do real e do peso argentino frente ao dólar.Foram usadas as taxas de R$ 3,93 para compra de dólar em espécie, R$ 0,159 para compra de pesos em espécie no Brasil, R$ 0,122 para carregar pesos no cartão pré-pago e R$ 0,10 por peso para venda de reais na Argentina, já incluídos impostos e despesas.

Gostou? Acesse a reportagem completa clicando aqui.

Compartilhar: