Dólar mantém alta e bate R$ 5,90, novo recorde nominal; Bolsa opera estável

Por Brasil Econômico

O dólar comercial iniciou os negócios desta quarta-feira em queda, mas voltou a subir. Às 9h20, a moeda americana era negociada com recuo de 0,34%, a R$ 5,849. Às 11h02, porém, já subia 0,57%, a R$ 5,899. Mais cedo, a cotação já chegou a bater R$ 5,90, registrando novo recorde nominal. Os analistas apontam que o mercado local passa por um processo de ajustes após o recorde de cotação para fechamento registrado na véspera. O Ibovespa, principal indicador da Bolsa brasileira, a B3, sobe 0,28%, aos 78.092 pontos.

Os investidores seguem atentos à agenda externa e doméstica. Do lado internacional, o foco é em relação aos movimentos de países do hemisfério Norte sobre a reabertura gradual de suas economias. O mercado está cauteloso quanto a tais medidas, uma vez que existe o temor de uma segunda onda de contaminações da Covid-19 .

Internamente, o mercado monitora a cena política. A atenção segue em torno das repercussões sobre a reunião do conselho de ministros em 22 de abril, marcada pelas falas do presidente Jair Bolsonaro buscando proteger seus filhos em investigações com a troca no comando da Polícia Federal (PF).

Compartilhar: